25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍCIA Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 13:54 - A | A

Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 13h:54 - A | A

SOB INVESTIGAÇÃO

Homens são torturados e espancados por supostos policiais

GAZETA

Três homens, entre eles um menor de 17 anos, foram espancados e toturados entre a noite de sexta-feira (29) e a madrugada de sábado (30), no pátio do posto de combustível, no Distrito Industriário, na BR-364, saída de Cuiabá para Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá). Quatro homens armados que se apresentaram como policiais são os suspeitos do crime. Vítimas relataram que foram acusadas de estarem roubando o local.

 

Conforme as informações, por volta das 20h as vítimas estavam no Sinuelo e quando deixaram o local, o escapamento do veículo Corsa em que eles estavam caiu. Eles pararam no posto para arrumar a peça e foram surpreendido pelos 4 suspeitos. Os homens se apresentaram como policiais e todos portavam pistolas com silenciadores. 

 

Após a abordagem, acusaram o trio de estarem roubando o posto de combustível e mesmo diante das negativas e das explicações, passaram a ser agredidos pelos suspeitos com pedaços de ferro e caibros. Em seguida, levaram os jovens para uma lagoa, próximo ao posto de combustível, onde as agressões continuaram, bem como ameaças. 

 

Eles foram banhados com gasolina e os suspeitos ameaçaram atear fogo em seus corpos. Já por volta das 2h da madrugada de sábado (30), foram novamente agredidos e um dos suspeitos atirou 6 vezes ao lado de uma das vítimas com objetivo de intimidá-los.

 

O grupo foi embora deixando o trio ferido no local. Eles conseguiram andar até uma chácara próxima do local do crime, onde o proprietário acionou Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros, mas nenhuma das duas equipes compareceram para prestar atendimento. 

 

Acabaram sendo socorridos por populares da região e encaminhados para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do bairro Pascoal Ramos. Uma das vítimas teve fratura no maxilar e na costela, precisando ser transferido para o Pronto-Socorro de Cuiabá. O carro em que as vítimas estavam não foi localizado. 

 

Documentos pessoais também não. Um dos feridos afirmou que o dono do posto apareceu durante o ato e praticou agressões contra as vítimas. Polícia Civil foi acionada e registrou a ocorrência, o caso será investigado.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image