25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

VARIEDADES Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019, 16:29 - A | A

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019, 16h:29 - A | A

TURISMO

MT lança manual para turismo sustentável

FOLHA MAX

O turismo sustentável é uma forma que busca simultaneamente a conservação e a proteção do meio ambiente, a promoção da cultura, a valorização das tradições, o respeito das pessoas, em particular da comunidade local, melhorando a experiência positiva do turista e promovendo a viabilidade dos negócios.

A descrição está no documento “Normalização e Certificação de Turismo Sustentável”, um manual de diretrizes que foi lançado nesta segunda-feira (09.12), em Cuiabá, pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Parceria para Ação pela Economia Verde (Page MT), Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) e Sebrae MT.

 

“O Estado de Mato Grosso, por orientação do governador Mauro Mendes, está em busca do desenvolvimento do turismo mostrando nossas belezas naturais de forma sustentável. O projeto levará as diretrizes para as políticas públicas e auxiliará os empresários do setor”, afirmou Jefferson Moreno, secretário adjunto de Turismo.

De acordo com o diretor superintendente do Sebrae MT, José Guilherme Barbosa Ribeiro, o manual é prático e objetivo. “Mostra aos poderes públicos estadual e municipais como apoiar o turismo em Mato Grosso e à iniciativa privada orienta como fazer a normalização deste turismo sustentável – o que fazer, como fazer, quais são as normas”, explicou.

Mato Grosso é o único Estado brasileiro que tem este tipo de documento, que também será editado em inglês para ter maior alcance.

“O potencial do Estado é gigantesco e, no próximo ano, partiremos para as capacitações e desdobramentos destes manuais. Esperamos que realmente ajudem a melhorar a utilização dos recursos naturais e a inclusão de comunidades que ainda não estão participando ativamente de uma cadeia sustentável”, disse Regina Cavini, oficial de programas sênior do Pnuma.

O consultor do Sebrae, Alexandre Eliasquevitch Garrido, reforçou que é um grande marco para Mato Grosso porque organiza uma estratégia única para avançar nesta agenda do turismo sustentável. “Estabelecemos as diretrizes que foram baseadas em princípios internacionais como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Agora, partiremos para as questões práticas”.

“Em 2016, elencamos que o turismo seria um eixo importante de sustentabilidade da economia verde, da geração de trabalho, emprego e renda decentes. Este foi um trabalho muito bem feito e agora irá virar política pública com participação de gestores e empresários, sempre lembrando que o turismo é um dos setores da economia que mais cresce no mundo, representando 5% do PIB global, além de gerar 235 milhões de empregos”, disse Eduardo Chiletto, coordenador do Page MT.

Colaboraram com o projeto os analistas de Desenvolvimento Econômico e Social da Seadtur, Diego Augusto Orsini Beserra e Leandro Carvalho Lima, e Marisbeth Maria Gonçalves, analista do Sebrae.

Page MT

O Programa Page (Partnership for Action on Green Economy, cuja sigla em português é Parceria para Ação em Economia Verde) em Mato Grosso é uma aliança entre cinco agências da ONU e o Governo de Mato Grosso que procura desenvolver e implementar estratégias de Economia Verde, além de criação de empregos “verdes”. São aqueles que diminuem o impacto ambiental para níveis sustentáveis, ou seja, são postos de trabalho decente, isto é, trabalho formalizado de acordo com as normas trabalhistas, que reduzem emissões de carbono e que se destinam a melhorar a qualidade de vida humana e ambiental.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image