25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2019, 15:58 - A | A

Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2019, 15h:58 - A | A

ARMA ILEGAL

Justiça Eleitoral envia ação de esposa de Geller para o STF

GAZETA

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) encaminhou o processo sobre a possível compra de votos e porte de arma de Judite Geller, esposa do deputado federal Neri Geller (PP) para o Supremo Tribunal Federal (STF). O motivo é que a Judite afirmou que a arma encontrada pertencia ao marido, que atualmente tem foro privilegiado.

 

A prisão, que durou menos de 24 horas, ocorreu em setembro de 2016. Foram apreendidos documentos e propagandas da campanha eleitoral de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá), assim como um revólver calibre 38 e várias munições.

 

 

Em decisão de 29 de novembro, do juiz eleitoral Cristiano dos Santos Fialho determinou o envio do processo para o STF, por causa do cargo eletivo de Neri Geller.

 

Mesmo que o crime investigado não tenha sido cometido durante o mandato, o juiz lembrou uma manifestação do ministro Ricardo Levandowski no sentido de que "somente a Corte competente para processar e julgar autoridade com foro especial é que pode abrir mão de sua competência constitucional".


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image