25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019, 08:25 - A | A

Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019, 08h:25 - A | A

SUCESSÃO MUNICIPAL

Denúncia contra Mauro Carvalho é arquivada e secretário ganha força para disputa em 2020

REDAÇÃO

Da Redação

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, ainda não assume uma possível candidatura a prefeito de Cuiabá, mas seu nome a cada dia ganha mais força, e na semana passada, após a decisão do TRF-1 em arquivar denúncia do MPF, feita em 2016, de suposta lavagem de dinheiro, as apostas são de que em breve ele seja oficializado candidato do Democratas na disputa pelo Palácio Alencastro. A ação foi arquivada de forma sumária pelo TRF.

O desembargador federal Cândido Ribeiro apontou que não havia condições mínimas de provas para o andamento da denúncia contra o secretário. Ele havia sido denunciado em decorrência de indícios de irregularidades em um suposto esquema de desvio de recursos a partir do pagamento de precatórios devidos pelo Governo do Estado à Construtora Andrade Gutierrez. “Os indícios não são suficientes para evidenciar o indispensável liame entre as referidas fraudes e a empresa São Tadeu Energética, de propriedade de Mauro Carvalho Junior, ao ponto de caracterizar minimamente, para efeito de recebimento de uma denúncia, o crime de lavagem de dinheiro imputado ao paciente”, apontou o desembargador Cândido Ribeiro. Com o arquivamento sumário, o nome de Carvalho ganha mais força nos bastidores, onde tem aglutinado apoios importantes, mesmo não assumindo uma pré-candidatura.

O perfil conciliador e carismático vem pesando para que lideranças democratas e partidos aliados comecem a pressionar para que o titular da Casa Civil defina logo pela disputa. Amigo pessoal do governador Mauro Mendes (DEM) e agora braço-direito na gestão, Carvalho tem afirmado que se sente feliz pelo reconhecimento das lideranças e que nunca teve a pretensão de participar de uma disputa eleitoral, porém adotou a máxima política dizendo que  “o futuro a Deus pertence”. O empresário ainda não é filiado a nenhum partido, mesmo assim vem garantindo que o DEM terá candidatura própria na capital e não existe nenhuma possibilidade de aliança sem que os democratas tenham um candidato a prefeito.

Outro fator que coloca Carvalho como nome mais provável do DEM a disputar a prefeitura, é o fato dele ser exímio articulador político, e tem sido o intermediador do governador Mauro Mendes (DEM) com os outros Poderes, o que dá segurança para que os aliados comecem a formatar um forte arco para o pleito eleitoral O nome do titular da Casa Civil é bem visto tanto no primeiro como no segundo escalão do governo estadual, e mais, a primeira-dama Virginia Mendes já teria feito a opção pelo nome do chefe da Casa Civil para ser o candidato em Cuiabá.

Ela elencou a um jornal da Capital que Carvalho não tem inimigos, rejeição, vive sorrindo e de bom humor. É ainda religioso, não bebe e nem fuma, além de ser marido de Mônica Novis, de família cuiabana tradicional. Mauro Carvalho tem afirmado que fica lisonjeado pelo seu nome estar se destacando junto às lideranças políticas, no entanto, frisa que o momento é de trabalhar para recuperar as finanças do Estado, e defende que as eleições sejam tratadas apenas no próximo ano. “Essa construção de candidatura se iniciará a partir de 2020. Neste ano, temos coisas importantes para resolver no Estado. Não que a eleição de 2020 não seja importante, mas não está na pauta de 2019. Vamos discutir a eleição de 2020 em 2020. E com certeza o governador Mauro Mendes vai se empenhar muito, por ser nosso líder, por ser o líder número 1”, finalizou.   


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image