19 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2019, 14:02 - A | A

Sexta-feira, 27 de Dezembro de 2019, 14h:02 - A | A

PROMESSAS

‘Até agora estamos andando com as próprias pernas’, diz prefeito sobre promessa de parceria feita por Mauro

OLHAR DIRETO

A promessa de fortalecer e consolidar parcerias com os municípios na Educação feita pelo governador Mauro Mendes (DEM) durante sua campanha em 2018 não foi cumprida neste seu primeiro ano de mandato, pelo menos com Cuiabá, segundo declarou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).



A proposta de cooperar com os 141 municípios, articulando com os diversos sistemas de ensino, está no Plano de Governo de Mauro Mendes, que foi eleito em 2018 em primeiro turno com quase 60% dos votos dos eleitores mato-grossenses.

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro, até o momento, após um ano da gestão de Mendes, a educação de Cuiabá segue andando com as próprias pernas, apenas com o apoio que vem de Brasília (DF).

“Até agora nada. Até agora estamos andando com as próprias pernas e com a ajuda indispensável da bancada federal que nos ajuda muito. Todos os oito deputados federais e os três senadores, agora houve este episódio com a Selma, mas os três senadores sempre abriram as portas para Cuiabá. Eu não abro mão deste contato, porque Cuiabá precisa muito da bancada federal e a bancada é uma parceira de sempre, de todas as horas da nossa gestão municipal”, disse o chefe do Executivo ao Olhar Direto.

O prefeito ainda ressaltou que sem a ajuda do Governo do Estado em algumas áreas, tem contado a iniciativa privada para realizar entregas a população.

 


“A nossa gestão de realizações também tem ganhado muito apoio da iniciativa privada. Temos tido muitas parcerias com medidas mitigatórias, com compensações, TACs, ou através de parcerias. A iniciativa privada desde o primeiro ano do meu mandato até agora, tem nos ajudados muito a promover mudanças e melhorias na nossa capital”, explicou.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image