28 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍCIA Quinta-feira, 02 de Maio de 2024, 10:41 - A | A

Quinta-feira, 02 de Maio de 2024, 10h:41 - A | A

NORTE DE MT

Operação Transporte Seguro cumpre prisões contra grupo que roubou carga agrícola

Criminosos simularam pedido de carona e, depois do roubo, mantiveram a vítima por 48 horas em cativeiro

Redação

A Gerência de Combate ao Crime Organizado deflagrou a Operação Transporte Seguro, na terça-feira (30), para cumprir cinco mandados de prisão contra integrantes de uma organização criminosa que atua no roubo de cargas em rodovias de Mato Grosso. Os mandados foram cumpridos em Várzea Grande (MT) e em Londrina (PR).

A investigação, que contou com apoio da Delegacia Regional de Guarantã do Norte e Delegacia de Marcelândia, teve início após o registro de um roubo de carga, com restrição de liberdade da vítima, ocorrido no final de janeiro na cidade de Marcelândia, no norte do estado.

O inquérito policial sobre o roubo, majorado pelo uso de arma de fogo, em concurso de pessoas e com restrição de liberdade da vítima, identificou a participação de oito criminosos.

Quer ficar bem informado em tempo real? Entre no nosso grupo e receba todas as noticias (ACESSE AQUI).

A prisão no estado do Paraná contou com apoio da 10° Subdivisão Policial e Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Londrina. O criminoso preso estava hospedado em um hotel da cidade.

Roubo em rodovia

Na ocasião do crime, a vítima foi mantida por 48 horas em poder dos criminosos. Eram 10 horas do dia 26 de janeiro e o motorista de um caminhão Volvo transitava por Marcelândia, quando um dos criminosos simulou um pedido de carona até uma fazenda na região.

Quando estava no interior do caminhão, o criminoso pediu que a vítima parasse em determinado local e disse que ali seria o seu destino. Com a parada do veículo, um dos comparsas, armado, arma entrou na carreta e anunciou o assalto. Na sequência, outro criminoso assumiu a condução do veículo e pôs a vítima na cama, dentro da boleia com o rosto coberto. Alguns quilômetros adiante, o motorista foi retirado do caminhão e levado a um cativeiro na mata, onde ficou sob o poder dos criminosos durante dois dias.

Enquanto isso, uma parte do grupo criminoso apoiava a ação em outros veículos. Um deles foi usado na logística e um segundo veículo para levar uma pessoa até o caminhão e desativar o rastreador.

A equipe da GCCO identificou que um dos veículos usados no roubo era locado, possibilitando identificar, inicialmente, três criminosos responsáveis pela locação e pagamento do aluguel. No decorrer da investigação, a Polícia Civil chegou a outros cinco criminosos, sendo três mulheres, envolvidos no roubo da carga.

O veículo e a carga roubados foram recuperados nas diligências.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image