23 de Junho de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍCIA Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 14:11 - A | A

Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 14h:11 - A | A

SUSPEITO É 'AMIGO'

Jovem de 17 anos é levada para motel e estuprada em Várzea Grande

GAZETA

Jovem de 17 anos foi estuprada por um homem de 40 anos, na madrugada de segunda-feira (2), em um motel no bairro Cisto Rei, em Várzea Grande. O suspeito do crime é amigo da vítima, que aproveitou que ela estava passando mal após consumir bebida alcoólica para leva-la ao motel e consumar o estupro.

 

De acordo com as informações da Polícia Militar, a ocorrência foi registrada por volta das 3h30 pela vítima e pela mãe dela. A jovem passou a tarde na casa do amigo e no fim da noite, foram em uma festa no Clube dos Veteranos. 

 

 

 

Na festa, consumiram bebida alcoólica e menor começou a passar mal, pedindo para ir embora. Quando ela se deu conta, estava dentro do motel com o homem, que a estuprou. 

 

Após o ato, em choque, ela pediu para ir embora e foi levada até a porta de casa, em seguida, o suspeito foi embora. Ela contou para a mãe, que acompanhou a vítima até à delegacia, onde denunciaram o caso.

 

O suspeito foi procurado, mas não foi localizado pela PM. Polícia Civil vai investigar o caso. Para as investigações, a polícia ainda conseguiu cópias das mensagens trocadas entre a vítima e o suspeito.

 

3º caso em 48h

Como já noticiado pelo , outros 2 estupros foram registrados em Várzea Grande. No primeiro, ocorrido entre sexta-feira (29) e sábado (30), menina de 15 anos denunciou o cunhado do pai pelo crime. Segundo ela, há 2 anos vinha sofrendo com assédios e estupros do homem, que fez ameaças caso ela contasse para alguém.

 

Cansada de ser violentada, contou ao namorado e, em seguida, para a mãe. O homem foi preso em flagrante pela PM.

O outro caso é de uma mulher que estava saindo de casa, na noite de domingo (1), junto com seu marido, quando foram abordados por bandidos armados.

 

Eles foram levados para dentro da casa e enquanto um dos comparsas fazia a limpa na residência, o outro consumava o estupro. Ninguém foi preso pelo crime. 


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image