25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍCIA Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019, 13:13 - A | A

Segunda-feira, 16 de Dezembro de 2019, 13h:13 - A | A

NA FRENTE DA FILHA

Advogado é preso por suspeita de se masturbar na frente da filha de 9 anos

Olhar Direto

Um advogado de 51 anos, bastante conhecido no município de Barra do Garças (a 518 quilômetros de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, por suspeita de se masturbar na frente da filha, de nove anos, no último sábado (14). Uma testemunha teria flagrado a situação e filmado, sem que o homem percebesse.



Segundo informações da Polícia Civil, a prisão aconteceu durante o plantão do delegado Nelder Martins Pereira, que não arbitrou fiança ao crime praticado. O advogado se encontra detido no Batalhão da Polícia Militar da cidade, onde aguarda para ser encaminhado para audiência de custódia.

O delegado contou que a gravação teria sido feita por uma familiar. "Pegamos um vídeo que a família gravou de forma velada, que mostra todo ato criminoso. O vídeo é incontestável, embora ele negue, contra imagem é muito difícil", ponderou.
 
O delegado efetuou a prisão do advogado em flagrante, que já foi convertida em preventiva, ou seja, pelo período de 30 dias. O caso foi encaminhado para Delegacia da Mulher que irá apurar, entre outras coisas, se ele estaria cometendo o crime há algum tempo.
 

 


O advogado deverá responder pelo crime previsto no Artigo 218 A do Código Penal: Praticar, na presença de alguém menor de 14 anos, ou induzi-lo a presenciar, conjunção carnal ou outro ato libidinoso, a fim de satisfazer lascívia própria ou de outremm, cuja pena de reclusão vai de dois a quatro anos.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image