25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍCIA Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 09:38 - A | A

Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2019, 09h:38 - A | A

1 ANO APOS

Acusado de matar estudante de direito é condenado a 16 anos de prisão em MT

G1

O rapaz acusado de ter assassinado a facadas o estudante de direito Pedro Victor de Almeida Peroso, de 18 anos, foi condenado nessa sexta-feira (29) a cumprir 16 anos de prisão.

Vanderson Daniel Martins dos Santos, de 21 anos, foi a júri em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

O crime foi registrado em 19 de outubro do ano passado na Rua Dom Camilo Faresini, no Bairro Maringá 1.

 
Vanderson Daniel Martins dos Santos — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Vanderson Daniel Martins dos Santos — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Ao ser preso, Vanderson confessou o crime. Ele e a vítima seriam amigos e teriam se desentendido por causa de uma dívida.

Ele foi condenado por homicídio e deve cumprir os 16 anos de prisão em regime fechado na Penitenciária Central do Estado (PCE), onde já estava preso.

 

O crime

Victor trabalhava na função de motorista de aplicativo, mas o cadastro da plataforma estava no nome do primo dele.

A investigação apontou que o crime não teve relação com o trabalho da vítima. A principal linha de investigação é de que o crime foi motivado por dívidas.

Moradores chamaram a polícia depois que encontraram Pedro caído na frente da porta de uma casa. Os policiais foram ao local e viram que o corpo da vítima estava ao lado de um carro, veículo Ford Ka, com as portas abertas.

O automóvel tinha marcas de sangue no banco e nas portas. Além disso, o para-brisa do carro estava quebrado. Uma pedra, que teria sido usada para danificar o para-brisa, foi deixada na frente do automóvel.

Pedro morava no Bairro Cristo Rei, também em Várzea Grande. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e constatou que Pedro foi morto por dois golpes, supostamente de faca, na região do abdômen.

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image