25 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019, 09:54 - A | A

Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019, 09h:54 - A | A

UNICA PARCELA

Governo diz que vai pagar 13º salário dos servidores de MT em parcela única no próximo dia 20

G1

O 13º salário dos servidores públicos referente a 2019 vai ser pago no dia 20 deste mês, em parcela única, segundo anúncio feito pelo governador Mauro Mendes (DEM) nesta terça-feira (10), durante reunião com os secretários.

Conforme o estado, o pagamento em dia do 13º deve injetar na economia cerca de R$ 500 milhões.

O governo argumenta que o pagamento será feito devido a uma série de medidas necessárias adotadas desde o início do ano, como a fusão e extinção de secretarias, a renovação do Fethab - Fundo Estadual de Transporte e Habitação - e a renegociação da dívida com o Bank Of América.

No entanto, Mato Grosso não recebeu os recursos provenientes do leilão do pré-sal e nem os valores do Auxílio Financeiro de Fomento às Exportações (FEX), como o previsto para ajudar a melhorar as finanças.

Na última sexta-feira (6), o governador anunciou em uma transmissão no perfil dele em uma rede social que o estado passaria a pagar os salários dos servidores no dia 10 de cada mês. Desde o início da atual gestão, em janeiro deste ano, os salários estavam sendo pagos de forma escalonada e parcelada.

O escalonamento de salário começou no governo passado, de Pedro Taques (PSDB). O anúncio de continuidade do escalonamento e o parcelamento do 13º de novembro e dezembro de 2018 foi feito no 4º dia de governo.

À época, o parcelamento foi feito da seguinte forma: os salários até R$ 4 mil e os benefícios dos pensionistas eram pagos no dia 10 de janeiro; servidores que recebem até R$ 6 mil, no dia 24; e os no dia 30. O 13º salário, remanescente de 2018, foi pago em quatro parcelas.

Com o passar dos meses, o escalonamento foi reduzindo gradativamente.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image