19 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

POLÍTICA Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019, 09:54 - A | A

Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019, 09h:54 - A | A

COMPRA DE VOTOS

Vereador entrega vídeos ao Gaeco e sugere armação de Abílio em Cuiabá

FOLHA MAX

O vereador Juca do Guaraná Filho (Avante) denunciou, na sessão desta quinta-feira (5), que o vereador Abílio Junior (PSC) está por trás da denúncia feita pela servidora do Hospital São Benedito, Elisabete Maria de Almeida, contra ele e o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Segundo Juca, a servidora esteve reunida com o parlamentar no dia 21 de novembro, às 15 horas, antes do jantar que ofereceu na casa do prefeito e que a servidora diz ter participado.

No jantar, segundo Elisabete falou à Comissão de Ética da Câmara, o prefeito “comprou” o voto de vereadores para votarem pela cassação de Abílio Junior. Outros parlamentares participaram do encontro.

 

Juca, contudo, nega as acusações. Ele afirma que a servidora sequer esteve em sua casa, no Condomínio Belvedere, na data citada. Ele disse ainda que outras pessoas que ela citou também não estiveram na residência.

Nesta quinta, o vereador levantou a hipótese da denúncia ter sido “arquitetada” por Abílio Junior. “Recebi uma denúncia séria, grave. Dizendo que teve uma reunião no Hospital São Benedito, onde armaram esse complô. Uma reunião macabra”, colocou.

Juca do Guaraná mostrou as imagens do Hospital São Benedito, onde aparece um “advogado renomado” na Capital. Ele se reúne com a servidora Elisabete, o presidente do Sindicato dos Enfermeiros e outras pessoas. “Essa senhora está mais importante que a Rainha Elisabete”, assinalou.

O vereador do Avante, em seguida, mostrou uma imagem em que aparece Abílio sentado conversando com uma pessoa. Elisabete não aparece nas imagens, mas segundo Juca, “dá o sinal” para eles se encontrarem fora dali. “O vereador sai para se encontrar com ela. O paladino da moralidade”, disparou.

Juca do Guaraná revelou que vai encaminhar as imagens e outros documentos ao Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado). O vereador Diego Guimarães (PP) disse acreditar que, tanto Juca quanto Abílio, estão sendo vítimas de um plano que envolve Elisabete Maria de Almeida.  “Acredito piamente que o vereador Abílio não tem nada a ver com essa mulher. Acredito que existe alguém por trás dessa mulher e nós precisamos descobrir”, disse.

oficio-gaeco-juca.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image