19 de Maio de 2024

ENVIE SUA DENÚNCIA PARA REDAÇÃO

CIDADES Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2019, 11:45 - A | A

Quinta-feira, 19 de Dezembro de 2019, 11h:45 - A | A

COMUNITÁRIOS

Associações de bairros serão regularizadas em Cuiabá

FOLHA MAX

Reeleito para mais um mandato que vai até 2023, o presidente da Associação Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros (Ucamb), Édio Martins, anunciou uma série de programas e normas a serem implantadas em 2020.

Com emendas garantidas no orçamento por iniciativa dos vereadores Clebinho Borges e Missael Galvão, totalizando R$ 600 mil, a reforma e ampliação da sede da Ucamb e informatização integral dos serviços são as principais pautas para o ano que vem. Enquanto esses serviços vão caminhando, a Ucamb vai priorizar, também, a identificação digital dos 220 presidentes de associações de moradores e os próprios moradores (com carteirinha) e estenderá um ambicioso projeto para formalizar, através de expedientes cartorial para “regularizar as entidades”. A Ucamb também terá um ônibus para atender às comunidades.

 
 

“Muitas associações de moradores de Cuiabá se ressentem de documentos, como o CNPJ, cadastros jurídicos, Algumas delas, as associações, existem de fato, mas não de direito. Vamos corrigir essa distorção”, disse Édio Martins, durante a sua posse e do vice-presidente, Jonail Costa, em evento para mais de 300 pessoas, em que estiveram presentes o prefeito Emanuel Pinheiro, os vereadores Missael Galvão e Clebinho, além dos deputados Elizeu Nascimento e Carlos Avalone.

Édio disse que já conta com o apoio do governador Mauro Mendes e do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, para uma serie de ações em infraestrutura dos bairros e a consequente valorização dos dirigentes comunitários,que desempenham o trabalho pelas suas comunidades, voluntariamente, sem nenhum tipo de remuneração salarial.


Comente esta notícia

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br). É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Jornal Centro-Oeste Popular (copopular.com.br) poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.


image