Variedades

11/01/2019 15:14 OLHAR Conceito

Nova febre, bronzeamento masculino com fita isolante chega a Cuiabá

Não são só as mulheres que estão vaidosas e em busca da ‘marquinha perfeita’. Em Cuiabá, os homens também aderiram à moda do bronzeamento feito com fita isolante, e a os espaços que oferecem este serviço já começaram a se adaptar.

O primeiro dentre eles foi o da personal bronze Cinthia Fernandes Garcia Amorim, 33, do bairro Pedra 90. Seu ‘Cinthia Bronze’ já existe desde abril de 2018, mas foi só neste mês de janeiro que ela, observando a moda de outros estados, decidiu começar a dedicar um dia da semana somente aos meninos.


Cinthia (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)


“O ano de 2018, pra gente que trabalha com bronzeamento natural, foi difícil, porque choveu muito”, contou ao Olhar Conceito. “O movimento deu uma parada, e eu falei: bom, o que eu vou fazer pra aumentar minha clientela? Aí eu resolvi fazer o bronze masculino”.


A técnica é a mesma usada para as meninas. No entanto, é necessário fazer algumas alterações. Em primeiro lugar, ao contrário de alguns espaços ‘famosos’ de outros estados, Cinthia não faz a sunga inteira de fita. “Ele já vem com a sunga, e eu não o vejo nu. Eu só passo a fita no cós, nas laterais, e passo o produto pra ele ir pro sol”.

 

 


Segundo a personal bronze, por ser casada, seu marido não aceitaria que ela fizesse como faz com as meninas. “Para fazer o biquíni das mulheres eu demoro uns quinze, vinte minutos”, explica. O biquíni de fita é feito de forma personalizada, de acordo com o que a mulher prefere: fio dental, cós alto, médio ou baixo, etc, e sem nada por baixo (ou seja, a fita vai direto na pele).


O produto passado na pele é o mesmo para ambos os gêneros: parafina. As mulheres ficam duas horas no sol, enquanto os homens ficam apenas uma hora. “O processo deles é bem mais rápido. Eles pegam cor mais fácil”, explica.



Também é diferente o tempo entre uma sessão e outra. As mulheres tem que esperar no mínimo três dias, enquanto os meninos já podem fazer a segunda sessão no dia seguinte. Para ficar com a marquinha perfeita – que dura até seis meses – são indicadas de duas a três sessões.


 Exemplo de como fica a marquinha feminina


Depois do bronzeamento, para manter a pele bonita também é preciso se cuidar em casa, fazendo hidratação com cremes e bebendo muita água. As sessões na ‘Cinthia Bronze’ custam de R$40 a R$60, e ela oferece água e suco. Também é preciso lembrar de se alimentar bem antes de ir para o sol, e passar protetor solar no rosto e nas mãos. 



História
Cinthia já tinha pensado em abrir um espaço de bronzeamento em 2015. No entanto, como o curso é caro, ela continuou trabalhando como atendente até o início de 2018, quando desembolsou R$400 nas aulas online. “E não aprendi nada. Quando ia fazer, coloca a fita, montava o biquini e estava perfeito... na hora de tirar, estava tudo torto”, lembra.


A solução foi viajar para Primavera do Leste e aprender a técnica na prática com uma tia, a ‘Lu Bronze’, que já trabalhava com isso há algum tempo. “Fiquei quatro dias lá fazendo na prática, montando biquíni, vendo os diferentes tons de pele. [Porque] isso aqui não é simplesmente pegar a pessoa, passar a parafina e colocá-la deitada no sol... tem toda uma técnica. A gente aprende até primeiros socorros, porque tem cliente que passa mal”.


Neste ano, com a entrada da nova clientela, Cinthia se ‘atualizou’ com a ajuda de personal bronzers de outros estados, que lhe deram todas as dicas. No início, as mulheres não gostaram muito da ideia. “Mas eu acho que se as mulheres lutam há muitos anos por direitos iguais, porque que o homem não pode fazer uma marquinha também? Tem muito homem que é vaidoso, gosta de se cuidar”, finaliza.

Serviço
Cinthia Bronze
INSTAGRAM
(65) 99908-3357


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo