Política MT

14/06/2018 14:36 Gazeta Digital

TJ retoma julgamento sobre prisão do deputado Mauro Savi

Com um placar de 16 votos para manter preso o deputado estadual Mauro Savi (DEM), o Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) retoma nesta quinta-feira (14) o julgamento do agravo regimental que pede a revogação da prisão preventiva decretada pelo desembargador José Zuquim Nogueira e cumprida na 2ª fase da Operação Bereré, deflagrada no dia 9 de maio.

A sessão do Pleno está prevista para começar às 14h. O relator do recurso é o próprio Zuquim responsável pela prisão de Savi e outras 5 pessoas, dentre elas o advogado e ex-secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques.

Todos são acusados de integrar uma organização criminosa suspeita de ter desviado mais de R$ 30 milhões em propina no Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) por intermédio de contrato firmado entre a autarquia e a empresa EIG Mercados.

A defesa de Mauro Savi já tentou revogar a prisão do parlamentar por diferentes via, dentre elas recurso de agravo e habeas corpus no próprio Tribunal de Justiça e também HC no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Houve ainda uma votação na Assembleia Legislativa no dia 5 de junho na qual 13 deputados votaram pela revogação da preventiva de Mauro Savi.

No entanto, a resolução aprovada por pelos deputados precisava ser validada no Tribunal de Justiça, o que não ocorreu pois o desembargador José Zuquim ignorou a votação na Assembleia e manteve a prisão.

Na votação do recurso no Pleno do TJ houve um pedido de vista por parte do desembargador Marcos Machado adiando a conclusão do julgamento. Dessa forma, a defesa espera obter decisão favorável junto ao Pleno do TJ para colocar Savi em liberdade.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo