Política MT

19/05/2017 10:50

Ruas não poderão receber nomes de quem agiu contra direitos humanos

Os logradouros públicos em Rondonópolis não poderão mais ser homenageados com nomes de pessoas que cometeram crimes contra os direitos humanos ou de lesa humanidade. O projeto de lei de autoria do vereador professor Sílvio Negri (PCdoB) foi aprovado na sessão desta quarta (17) por 16 votos favoráveis e nenhum contra. No momento da votação foram registradas quatro ausências.

Segundo o comunista, o fato é que há ruas na cidade em que pessoas que cometeram crimes contra a humanidade foram homenageadas e nem mesmo os moradores têm conhecimento disso.

Para ele, o projeto atua em defesa dos direitos humanos, quando impede que pessoas que cometeram crimes contra a humanidade ou infringiram os direitos humanos recebem homenagens em nomes de ruas.

Em Rondonópolis, o exemplo mais conhecido de homenagem a quem, segundo ele, infringiu os direitos humanos é a avenida Presidente Emílio Garrastazu Médici, uma das mais importantes vias da cidade.

O projeto, porém não propõe mudanças em nomes de ruas já existentes, apenas impede novas homenagens.


Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo